Patrão, não. Economia solidária, sim. Acordo, talvez.

Meu grande amigo Flávio Bettanin, fundador do PT e marxista crítico, relatou na página virtual do Reflexões à Esquerda, no Facebook, e, ainda, pessoalmente, em visita feita no domingo (09JUN2019), que depois de muitos anos reviu emocionado "1900" (ou Novecentos), filme ítalo-francês de 1976, dirigido por Bernardo Bertolucci, com fotografia de Vittorio Storaro e trilha … Continuar lendo Patrão, não. Economia solidária, sim. Acordo, talvez.

O fetichismo das emendas parlamentares

Adoração do bezerro de ouro, Nicolas Poussim Um pedido especial àqueles que inadvertidamente acessaram essa postagem: por favor, antes de proferir qualquer "juízo de valor" sobre o mensageiro, leia a mensagem até o fim! Até para que se entende a razão do título. Sei que não é lá muito diplomático revistar a discussão sobre emendas … Continuar lendo O fetichismo das emendas parlamentares

A burguesia brasileira como raiz do atraso

Agora pela manhã, de orelha no rádio do carro, sintonizado em emissora local (Missioneira), programa conduzido pelo radialista Nivaldo Amaral, acompanhei parte da entrevista concedida pelo Sr. Paulo Cezar Vieira Pires, que celebrou, satisfeito, os rumos da economia brasileira. O entrevistado, liderança local e regional, informou aos radiouvintes que um profundo sistema competitivo vai se instalar … Continuar lendo A burguesia brasileira como raiz do atraso

A formação da consciência de classe

Retomo o exame sobre a consciência de classe. O motivo da revisita: verifiquei que o amigo Flávio Bettanin confiou-me a tarefa de introduzir, no próximo encontro do grupo Reflexões à Esquerda, o tema sobre classes sociais, utilizando como “texto base” a entrevista concedida pelo sociólogo Jessé José Freire de Souza ao The Intercept Brasil (acesse … Continuar lendo A formação da consciência de classe

“Mais Médicos”, crise de empatia e bolsonarismo

Segundo Anita Nowak, professora na Universidade McGill, pela empatia reconhecemos que todos compartilhamos uma humanidade comum e que somos dignos. Diz ela que a empatia é o único o sentimento capaz de afirmar a igualdade entre os seres humanos. Mas o que se vê na formação social e econômica capitalista é que o cidadão pequeno … Continuar lendo “Mais Médicos”, crise de empatia e bolsonarismo

Bolsonaro, capitalismo e o “efeito Eichmann”

A filósofa Hannah Arendt, viva fosse, encontraria farto material para aprofundar seus estudos e, quiçá, fazer uma reedição ampliada do livro Eichmann em Jerusalém, colocando novo capítulo, intitulado “o novo Eichmann, o caso brasileiro". Para os que ainda não leram Eichmann em Jerusalém, faço um inofensivo spoiler. Na obra, Hannah Arendt aborda o desenrolar do … Continuar lendo Bolsonaro, capitalismo e o “efeito Eichmann”

A Bastilha que se ergue sobre nossas cabeças

Ontem, 14 de julho, aniversariou a queda da Bastilha, evento de 1789, em França, marco simbólico da ação revolucionária da burguesia francesa (sim, os burgueses já foram revolucionários), que ao cabo transformou sua hegemonia econômica em hegemonia política (jurídica, cultural e militar), expulsando do poder a aristocracia e a monarquia absolutista – o Ancien Régime … Continuar lendo A Bastilha que se ergue sobre nossas cabeças