O fetichismo das emendas parlamentares

Adoração do bezerro de ouro, Nicolas Poussim Um pedido especial àqueles que inadvertidamente acessaram essa postagem: por favor, antes de proferir qualquer "juízo de valor" sobre o mensageiro, leia a mensagem até o fim! Até para que se entende a razão do título. Sei que não é lá muito diplomático revistar a discussão sobre emendas … Continuar lendo O fetichismo das emendas parlamentares

A formação da consciência de classe

Retomo o exame sobre a consciência de classe. O motivo da revisita: verifiquei que o amigo Flávio Bettanin confiou-me a tarefa de introduzir, no próximo encontro do grupo Reflexões à Esquerda, o tema sobre classes sociais, utilizando como “texto base” a entrevista concedida pelo sociólogo Jessé José Freire de Souza ao The Intercept Brasil (acesse … Continuar lendo A formação da consciência de classe

Para uma nova formação social, outra democracia

Se a democracia é o poder do povo, estamos bem longe dela. Na formação social e econômica dominante, capitalista, o que se impõe é uma democracia (?!) oligárquica, quem tem o poder político é uma casta que detém o poder econômico, com hegemonia dos donos do capital financeiro. Houvesse democracia, ainda que na formação social e … Continuar lendo Para uma nova formação social, outra democracia

O entulho autoritário visto à margem das rodovias

Quando o Brasil retomou a democracia, com a derrota do regime militar, foi elaborada uma nova Carta Política, a Constituição Cidadã de 1988. A partir da CF de 88, uma das tarefas assumidas pelas forças do campo democrático foi a remoção do chamado entulho autoritário, assim denominada a legislação infraconstitucional que serviu de base para … Continuar lendo O entulho autoritário visto à margem das rodovias

Os “humanos direitos” que não aceitam os Direitos Humanos

Marcos Rolim, em "A Atualidade dos Direito Humanos", sinalou que Cornelius Castoriadis estava correto quando afirmou que: "a vitória do ocidente ao final deste milênio foi, antes, a vitória da televisão, dos jipes e das metralhadoras, do que a vitória do habeas-corpus, da soberania popular e da responsabilidade do cidadão”. Nesta semana de locaute promovido … Continuar lendo Os “humanos direitos” que não aceitam os Direitos Humanos

A dialética do movimento dos caminhoneiros e o papel da esquerda

O movimento dos caminhoneiros se revela dialético na medida em que, sob o ponto de vista da luta de classes, contem demãos, camadas que se apresentam em díade. Com efeito, os "rebeldes" são formados por caminhoneiros assalariados, autônomos e, ainda, por patrões (que agem mais na penumbra). Tem greve, mas tem, sobremaneira, locaute (o que … Continuar lendo A dialética do movimento dos caminhoneiros e o papel da esquerda

O triunfo da lumpen-burguesia

O Brasil do golpe do pato amarelo, da Globo e do Temer, o país que colocou no cárcere, sem prova de culpa, o maior líder popular da atualidade, retornou ao mapa mundial da fome e destrói seu sistema público de saúde. O próprio golpe, executado em nome do combate às “pedaladas fiscais”, logo a seguir … Continuar lendo O triunfo da lumpen-burguesia